menu

Image Map

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Vem.



Sempre que tento escrever sobre felicidade os textos saem loucos e eu acabo desistindo. Não funcionam. Sabes que felicidade não combina comigo,assim como aquele pretinho básico que esta jogado no fundo do armário. Serei breve,já que tudo na minha vida é tão passageiro . Tento falar sobre aquele dia, aquele que te vi chegando cheio de alegria e com aquele sorriso lindo no rosto. Estou em confusão,estou querendo da um rumo para o que estou escrevendo. Não quero que nada sobre você seja confuso,apesar de você ser uma total confusão .
Vou parar,aguarde um minuto . O meu café gelou e ele precisa ser degustado . (Pausa)
Pronto,voltei. Na verdade ainda nem terminei de tomar o meu café,vim para a sala,antes disso eu mais uma vez lembrei do teu sorriso do abraço tímido ,do jeito que você morde os lábios e da mania que tem de fechar os olhos como se estivesse sentindo dor. Nessas horas tenho vontade de chegar de mansinho e te encher de beijinho .
Temos apenas o final e ele é bom e precisa ser degustado. Não deixe que tudo isso congele,não como os meus cafés . Te quero quente,te agora.
Tu és perigo , um perigo tão bom,tão gostoso e tão assustador . Esse jeito de não querer machucar é que permite que você machuque as pessoas .
Respira e não pira e não sinta medo. A vida esta ai para isso. Se permita sentir ,assim como quero sentir tuas mãos em mim. Se movendo pelo meu corpo, encontrando e abrindo qualquer barreira. Quero te sentir .Quero você intenso e não tenso. Não pense muito,não temos tempo.
 Não existem barreiras para nós dois. Esquece o mundo e esquece as horas . 
Vem comigo,te espero.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem-vindo . Exponha sua opinião e volte sempre. :)