menu

Image Map

domingo, 4 de agosto de 2013

Uai.







Hoje lembrei de você e fui reler aqueles e-mails que me mandava. Cara, quanta saudades de você. Queria te ver, te abraçar ou apenas receber um outro e-mail. Essa saudades dói tanto, tu não tem noção do meu estado, como andam as coisas comigo e sei que se você estivesse aqui eu iria me sentir bem. Dói não ter noticias, dói não saber por onde você ta, o que anda fazendo, as novidades. Estou aqui te escrevendo e chorando, muito mesmo. Lavando a alma como uns dizem. Mas nada disso vai ser suficiente, pois as lágrimas não vão levar a dor embora. Queria te enviar essa carta, mesmo assim, borrada por causa das lágrimas que não param de descer. Mas como fazer isso ? Não tenho noticias, não tenho endereço e o pior: NÃO TENHO VOCÊ. Que dor ruim, que dia ruim. Não digo pelo tempo, e sim pela dor. Eu deveria ta aproveitando o dia para ir fotografar, ir na praia, relaxar etc. Só que não. Hoje resolvi lembrar de você. Não se sinta culpado por isso. Eu já estava ruim. Sabe aquelas torres que fazemos com baralhos ? Que ficam lá, balançando e balançando e ai vem um ventinho e derruba tudo ? Pois é, assim que eu estava. Eu era uma torre de cartas de baralho. Não aguentei, desmoronei. Mesmo depois de insistir, de ficar em pé, me mantendo forte. Não foi o suficiente. 
Andei lembrando daquele dia, da pracinha, do sorvete na ponta do nariz e da dança. Nunca tinham me chamado pra dançar no meio da rua. Foi mágico, lindo e perfeito. Foi DOCE, diria meu Caio. 
Saudades da sua implicância, de me chamar de " Menina da Pele Enferrujada" 
Foste embora do nada, com um simples tchau e me deixou na esperança de um dia voltar. Te esperei por tantos dias. Mandei e-mails, esperei respostas e nada. Você se foi para nunca mais voltar. 
Deixaste um buraco tão grande no meu peito. Todos esses anos não foram suficientes para fechá-lo.
Saudades inumeradas :



1. Saudades do seu "UAI"
2. Do jeito que me fazia sorrir.
3. Da espera de te ver chegar.
4. Do ciúme bobo que surgia em mim.
5. Sua risada.

Eu te gosto tanto e desse tanto eu te preciso. 

Meu menino, Meu amigo, Meu amor. <3

Escrever essa carta foi um momento de desabafo total. Derramei o que pude de lágrimas para tentar aliviar a dor que se formou e inundou o meu coração. Ultimamente ando aos cacos, qualquer balanço e tchau. :( Eu desmorono. E depois de alguns anos me peguei sentindo saudades de um amigo que sumiu como tantos outros. Mas ele foi muito especial. Apenas saudades M. <3





2 comentários:

  1. Lindo, me fez lembrar de pessoas que tb perdi por lá. Pessoas que fazem falta e que sumiram nesse mundo

    ResponderExcluir
  2. - Caramba que texto mt lindo e triste ao mesmo tempo :'/

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo . Exponha sua opinião e volte sempre. :)