menu

Image Map

domingo, 7 de julho de 2013

Nascimento do meu tesourinho.




No começo do namoro, ai Jesus. Eu era uma menininha de 20 anos. :( 

COMEÇO
Eu e Rey nos comecemos em 14 de Novembro de 2008 .

GRAVIDEZ.

Sempre esperei por esse momento. (rs) O momento que ia escrever meu relato. 
Em Junho de 2010 eu tive uma hemorragia por causa dos anticoncepcionais que eu usava, até por um momento pensei que eu estava grávida. Falei com a minha mãe e Reynaron. Mas eu não estava grávida não. A partir dai eu deixei de tomar os anticoncepcionais. No mês de Outubro eu tive minha última menstruação. Chegou o mês de Novembro e nada da bendita aparecer e eu ficava dizendo pra mim que estava tudo normal e que eu não estava grávida. 
Um dia entrei em desespero e fui procurar saber quando tinha sido minha última menstruação, resolvi procurar no histórico do meu msn, já que no dia que menstruei eu falei pra uma amiga. (kk) Para meu desespero achei a data que tinha sido dia 02 de Outubro e já era 17 de Novembro e nada da minha menstruação vim. Resolvi ir fazer o teste naquela tarde mesmo. Sair de casa dizendo pra mim mesma que eu não estava grávida e que era só um atraso normal. Cheguei à Clínica e estava fechado, ai fiquei na porta esperando e nada de abri. Resolvi ir à farmácia e comprei um teste de gravidez, peguei o teste e corri pra casa da minha sogra. Cheguei dizendo que estava esperando a Clínica abri pra pegar uns exames que tinha feito e nisso entrei e fui ao banheiro fazer o tal teste. Para meu desespero aumentar mais ainda o teste deu POSITIVO. Fiquei andando de um lado pro outro dentro do banheiro. Sair e minha sogra estava com um perfume na mão. Ela me deu ele e fui experimentar e simplesmente enjoei com o cheiro do perfume. Ai ela me perguntou se eu estava grávida, disse que não e que seria sacanagem engravidar depois de 2 anos. (rs) . Não sabendo ela que eu tinha feito o teste ali no banheiro dela. Resolvi ir á Clínica e ainda estava fechada. Dei uma volta e quando voltei já estava aberto. Perguntei quanto era o exame e quando eu ia receber. Ela me respondeu e eu entrei pra sala de exames. Nisso ela colheu meu sangue. Até ai tudo bem. Voltei pra casa e não tirava a imagem do teste de farmácia da cabeça.



No dia seguinte eu estava uma pilha, doida pra chegar o horário de ir pegar o exame na Clínica. Assim se passou a minha manhã e chegou finalmente à tarde. Avisei minha prima que ia pegar o teste e sair na expectativa do exame dá negativo. (rs) Eu tinha um certo medo do resultado dá positivo pois eu tinha medo da reação da minha família. Antes de chegar à Clínica eu encontrei dois amigos meus. (Rafael e Luan) pedi pra eles me acompanharem até a Clínica. E lá fomos nós receber o exame. Chegando lá, dei meu nome e a moça me deu o resultado. Ia descendo as escadas e abri o tal exame e nele estava escrito (REAGENTE) ai olhei assim, procurei pelo positivo e nada. Dei meia volta e perguntei pra moça o que significava REAGENTE, ela sorriu e me disse: VOCÊ ESTÁ GRÁVIDA. Quase cair ali né, desci as escadas meio tonta com o resultado na mão e as lágrimas começaram a descer e ai olhei pra Luan e falei : Luan, eu estou grávida. E ali mesmo o abracei e comecei a chorar. Saímos de frente da Clínica e fomos embora. Encontrei uma amigas e entrei em desespero. Chorava muito pois não sabia como contar pra minha mãe. Fiquei um pouco na porta da casa de Luan e depois ele me levou em casa. Chegando lá contei pra minha prima e ela pirou. (kkk) Logo em seguida eu liguei pra minha mãe e contei pra ela que estava grávida. Ela não brigou e a única coisa que disse que era pra eu não pensar em aborto pois tudo ia dá certo. Logo depois eu liguei pra Reynaron e contei que o exame tinha dado Positivo. A reação dele foi normal, não esperava outra coisa. (rs) 
Pela noite fui a casa dele e lá eu cai aos prantos, não sabia o que pensar. Só sabia que já amava aquele ser que estava dentro de mim.



( O teste da Clínica ) 

DOR, DESESPERO, ULTRA E FELICIDADE.
Assim os meses foram se passando e eu comecei a fazer o meu pré-natal. Tudo estava normal comigo e o bebê. Nada de errado com meus exames e assim se seguiam os meses. Um dia antes de completar 4 meses eu passei muito mal com dores e fui ao Hospital saber o que estava acontecendo com meu bebê. Cheguei ao Hospital chorando e o Médico perguntou o que eu estava sentindo. Disse que estava com muitas dores e que estava com medo de perde meu bebê. Ele perguntou se eu estava sangrando e eu disse que não. Ai ele me medicou e a dor passou. Nisso ele passou uma ultra pra eu fazer e um exame de urina. Chegando a casa liguei pra Clínica e agendei minha ultra pro dia seguinte. No dia seguinte eu fui fazer a ultra e pela 1º vez olhei o meu tesourinho, nossa comecei a chorar quando escutei o coração dele e ai a Médica perguntou se eu queria saber o sexo. Disse que sim e ai ela me disse que era um meninão. Vibrei de felicidade.
Sair da Clínica e liguei pra Rey e disse que era um menino. Como sempre a reação dele foi normal. 
Assim se passaram os meses e eu amando cada dia mais a minha gravidez.
Quando finalmente completei 39 semanas eu pensei: Nossa, a qualquer momento meu tesourinho dá as caras. Engano meu, não sabendo que ele iria chegar só nas 41 semanas. 
As coisas estavam ficando chatas já, e eu tentava não entrar em desespero por conta dos comentários das pessoas. 
Cheguei as 40 semanas e na DPP (DATA PREVISTA DO PARTO) e nada do tesourinho sair do baú. 
No dia 15/07 eu fui à casa de uma amiga e ela me disse que se até o dia seguinte o Lucas ñ nascesse íamos ao Hospital saber o que estava acontecendo. Pois se alguma coisa acontecesse a culpa seria minha e ela não queria me vê chorando pelos cantos. Isso foi pior do que uma facada. Fiquei a tarde toda pensando nisso. Sair da casa dela e no caminho me derreti em lágrimas.


Primeira foto do meu amor. <3




Fiquei falando que não queria tirar ele de dentro de mim antes da vontade dele, que eu não estava preparada pra fazer uma cesárea e que era pra ele vim quando sentisse vontade. Pois eu ia respeitar a vontade dele sempre.

Nessa mesma noite dormi com contrações de BH ( CONTRAÇÕES DE TREINAMENTO) bem fortes, não eram iguais as que eu estava acostumada a senti. Acordei diversas vezes de madrugada pra fazer xixi. Mas como já estava desanimada pensava comigo que aquilo não era TP ( TRABALHO DE PARTO). Amanheceu e as contrações vinham de 1 em 1 hora e as vezes de 1 hora e meia. Meio dia liguei pra Rey e pedi pra ele não demorar porque eu estava com dor e queria ir ao Hospital ser examinada. Ele perguntou se era muita dor, só respondi que era pra ele vim logo. Não demorou muito e ele chegou. Resolvi que não ia ao Hospital e ia tentar dormi um pouco. Nisso deitei e passei a tarde revezando entre a cama e o banheiro. Logo depois que eu fazia xixi às contrações vinha com bastante força e a barriga endurecia bastante. Nisso o Lucas já não mexia como antes. Já estava ficando incomodada com aquilo. Ai quando foi 20:00 decidi ir ao Hospital e lá fomos eu e Rey. Chegando ao Hospital fiz minha ficha e entrei pra ser examinada. Fiquei esperando um pouco por que tinha uma menina sendo examinada. Logo depois entrei na sala e a Médica perguntou o que eu estava sentindo. Relatei pra ele o que estava acontecendo e ela me mandou ir ao banheiro tirar a calcinha e depois deitar na cama. Antes disso ela disse que se eu precisasse ficar internada lá eu não poderia ficar pois estava superlotado e não tinha leito. Deitei na cama e ela me examinou e disse que eu estava no comecinho ainda, mas que já estava entrando em TP. Que era pra eu ir pra casa e descansar por que durante a madrugada as coisas iam evoluir. Saímos do Hospital e as contrações começaram a fica bem mais fortes. Ainda no ponto de ônibus eu comecei a perder liquido.


Chegando em casa abri o Orkut e avisei na comu que estava entrando em TP. Logo depois surgiu uma enorme vontade de comer lasanha e lá fui eu pra praça. (rs) Comi e resolvi ir na casa da minha amiga Jubs, chegando lá ela me olhou e disse : Pequena tu não tá sentindo dor ? Respondi que sim e eles começaram a sorrir. As contrações ainda estavam no intervalo de 1 em 1 hora. Decidimos ir a um bar que estava tendo música ao vivo. Isso já era 22:30 , lá ficamos. Ai as contrações começaram a ficar em um intervalo de 30 em 30 minutos e depois em um passe de mágica em 20 em 20 minutos. E estavam cada vez mais fortes. E eu com cara de quem não estava sentindo nada. (rs) O showzinho terminou e resolvemos ir pra casa, quando cheguei em casa comecei a rebolar na bola e andar de um lado pro outro. Tomava banho, andava e rebolava na bola. Quando vi já era 02:00 da manhã e Rey tentando ficar acordado, disse que ele podia ir deitar que qualquer coisa eu acordava ele. Nisso fiquei sozinha na sala rebolando na bola. Pensei em dormi, mas quem disse que eu conseguia. As contrações estavam muito fortes mesmo. E eu já estava quase pirando. Quando foi 04:00 da manhã dei de cara com minha sogra na cozinha e cair na besteira de dizer que estava com dor. Se fosse por ela naquele exato momento eu já estaria internada. Mas entrei no quarto e continuei na bola. Nossa como me aliviava ficar rebolando naquela bola. E assim as horas iam se passando e quando percebi já eram 06:00 da manhã e eu já estava começando a entrar na partolândia. ( O MOMENTO MAIS MÁGICO DO MUNDO)

Nossa como eu me contorcia de dor, tentei tomar mais um banho, mas nada adiantou. Parecia que a água me irritava mais ainda. Nisso mandei uma mensagem pra minha amiga Dany dizendo que quando ela acordasse era pra me ligar, pois eu queria que o pai dela me levasse ao Hospital. Nisso minha mãe me ligou perguntando como estavam às coisas e eu estava entre uma contração e não aguentei falar com ela. Rey que ficou falando com ela enquanto eu urrava de dor na bola. Recuperei-me e falei: Mãe estou com muita dor. Não estou mais aguentando. Ela tentou me acalmar dizendo que era assim mesmo e me perguntou de quanto em quanto minutos às contrações estavam vindo. Disse que de 5 em 5 minutos. Ela disse que era pra eu ir pro Hospital. Disse tá bom e desliguei. Nisso veio uma contração muito mais forte e eu sair da bola e simplesmente gritei, disse pra Rey que não aguentava mais. Ai a mãe dele veio e falou pra mim que eu deveria ir pro Hospital, fiquei injuriada e tranquei a porta do quarto. E ela começou a dizer que eu tinha que ir e eu do outro lado gritando, dizendo que não estava na hora e que eu não ia pro Hospital porque lá eles iam me enfiar soro e eu ia ficar sofrendo em uma cama e depois eles iam querer fazer uma cesárea. Nisso ela saiu e foi na casa de Dany. Ela chegou lá desesperada, pedindo ajuda pra Dany. Dizendo pra ela me convencer a ir pro Hospital. Nisso Dany me liga desesperada e peço pra ela manda o pai dela me buscar.

Nesse momento as contrações já não tinham mais intervalos, elas vinham uma atrás da outra e eu ficava pulando na bola. Chorava de dor. Resolvi tomar banho, mais a água me irritou mais ainda. Coloquei um vestido e nem me dei ao trabalho de colocar uma calcinha. Fiquei rebolando e pulando na bola. Nisso minha mãe já tinha ligado pra minha prima. Em questão de minutos ela chegou. Tadinha da minha prima tinha acabado de acordar. Ficamos conversando e nisso minha sogra chega com o táxi. Fui praticamente obrigada a entra no táxi. No caminho do Hospital senti uma contração muito forte, ia me contorcendo de dor. E o pessoal tentando me manter esperta.

Levaram-me pro Hospital onde fiz meu pré-natal, mas como na noite anterior não tinha leito. Disse ao atendente na porta que não queria saber, só queria ser examinada. Eles ainda queriam fazer minha ficha, mais perceberam que o negócio estava tenso e me mandaram entrar. Entrei e a Médica perguntou o que eu estava sentindo. Disse que estava perdendo liquido e que estava com dor desde a noite anterior. Ela mandou eu me deitar na cama e veio outra moça me dá um toque. Ela simplesmente enfiou o dedo em mim como se estivesse enfiando nela. Oh grosseria. Remexeu lá dentro e disse que eu estava com 5 cm e bebê cefálico. Levantei e peguei um papel lá que a Médica me deu nem li nem nada. Simplesmente entrei no táxi e fui rumo ao próximo  Hospital. Chegando lá fiquei dentro do táxi esperando pra saber se tinha leito. Nisso minha prima veio e disse que tinha. Sair de lá e entrei no Hospital. Chegando lá mandaram eu espera o Médico chegar. Fiquei conversando com umas enfermeiras que estavam trocando de turno. Ficava andando de um lado pro outro e subindo e descendo as escadas. Depois de quase 20 minutos veio um Médico e mandou-me entrar em uma sala lá. Esperei uma contração passar e entrei na sala. Nisso ele estava colocando a luva e eu olhei pra ele e falei: Doutor, por favor, me dê um toque suave. Ele olhou pra mim sorriu e falou: um toque suave? Ninguém nunca me pediu um toque suave. E me mandou deitar e relaxar sorri como se fosse possível relaxar naquele momento. Deitei e ele realmente fez o que pedi e me deu um toque suave. Ele remexeu lá e disse que eu estava com 6 cm, vibrei de felicidade. Nisso sair da sala e continuei andando e subindo as escadas. Fiquei esperando que o Médico me chamar e me descontraindo com as enfermeiras.

Passaram-se uns minutos e finalmente me chamaram e me despedi da minha prima e entrei pra sala de pré-parto. Chegando lá encontrei um monte de mulheres com as pernas abertas e gemendo de dores. Antes de trocar de roupa fizeram um teste de HIV e me mandaram trocar de roupa, fui ao banheiro, urinei e vesti aquela linda roupinha. (kkk) Depois entrei na sala novamente e veio uma enfermeira colocar um tal sorinho, ela ainda me furou três vezes pra poder encontrar a bendita veia. Se aquele era o tal soro pra ter mais dor comigo não funcionou não. Pois as contrações que estavam sem intervalos começaram a ficar de 5 em 5 minutos. Depois veio outra enfermeira e colheu sangue. Nisso eu fiquei andando de um lado pro outro, me agachava, rebolava e assim as contrações iam melhorando. Depois de certo tempo o Médico entrou na sala e pediu pra eu deitar que ele ia me dá outro toque. Nosso aquele não foi nada suave. Depois do toque, levantei novamente e continuei andando e me agachando. As horas só iam passando e mulheres indo pra sala de parto. Fiquei na sala com duas meninas, as duas desceram pra sala de cesárea pq não ganhavam dilatação. O Médico veio de novo e me deu mais um toque, já estava com 9 cm e foi um toque mto doloroso. Chorei e gritei, mais gritei mesmo. No meio do toque surgiu uma contração e ele pediu pra eu fazer força, caracas aquilo acabou comigo. Urrava de dor e pedia pra ele parar pois eu não estava mais aguentando.

Ele disse que era pra eu ficar calma, mais eu não conseguia. Resolvi me entregar a partolândia e deitei na cama. Cada vez que vinha uma contração eu puxava o ferro da cama e gritava de dor. Eu chorava e gritava e naquele momento eu deixei de acreditar em mim, falava que não ia conseguir que não ia ter forças pra colocar meu filho ao mundo. Eu chorava mais pois pensava que ia acontecer comigo o que aconteceu com as meninas que estavam lá antes de eu chegar. Ás 11:00 o Médico veio com seu último toque, foi o pior toque de todos. Nesse eu gritei mesmo, chinguei ele, pedi que tirasse a mão. Ele me dizia que era pra eu ficar calma e não gritar, pois quando eu gritava o Lucas subia. E nisso ele apertava minha barriga e remexia lá e eu gritava. Gritava muito mesmo, era muito doloroso. Estava sendo pior do que as contrações. Ai dei um puxão na mão dele e ele disse que meu tesourinho estava nascendo. Só que nisso ele saiu da sala e eu pedi pra enfermeira pra ir ao banheiro. Acho que ele voltou e não me viu na cama e perguntou a enfermeira onde eu estava. Nisso ela aparece no banheiro e sai me puxando e eu dizendo que estava com vontade de fazer xixi, ela desesperada disse que não era xixi e sim meu filho nascendo. Sair do banheiro e fomos pra sala de pato. Chegando lá mandaram eu me deitar na cama e abri colocar as pernas bem no alto. Caracas odeie aquela posição. Queria ficar de cócoras mais não deixaram. Nisso me aplicaram duas injeções e ai as contrações ficaram sem intervalos e vinham muito mais muito fortes. Eu gritava e o Médico pedia pra eu não gritar porque o Lucas subia. Ela pediu pra eu puxar um ferrinho lá e eu puxava e fazia força. Mais a força era mais na garganta e nada do Lucas descer. Estava ficando sem forças. Dizia pro Médico que não tinha mais forças e que não ia conseguir. Ele simplesmente disse que se eu tinha força pra gritar eu tinha força pra colocar meu filho pra fora. Comecei a fazer força lá embaixo.

Fiz mais força e finalmente senti o tão famoso CIRCULO DE FOGO. Senti do lado esquerdo, onde eu não estava anestesiada. Senti a cabecinha do meu amor. E aquilo me deu mais forças, segurei com vontade o ferrinho e finalmente o meu tesourinho saiu de dentro de mim. Nossa, logo em seguida senti um alivio. Nisso eu me levantei um pouco e vi meu tesourinho sendo colocado dentro de uma bandeja (parecia uma) rs. Ai ele estava roxinho e não chorava e eu entrei em desespero. Comecei a chorar e perguntei pq meu filho não estava chorando. Ele disse que meu filho estava bem, e eu inconformada disse que queria ouvi-lo chora. No meu desespero eu levantei a mão e ia dá uma palmada nele (bumbum)  e nesse exato momento meu tesourinho colocou a língua pra fora e tossiu. Chorei de felicidade e voltei a deitar na cama. Nisso levaram meu tesouro pra outra sala e foram limpar ele. Nossa como ele chorava e eu chorava junto. Mas eu chorava de felicidade. O Médico tirou a placenta e depois começou sua limpeza e começou a sutura. Perguntei quantos pontos tinha levado e ele sorriu e disse: ah, uns 500. (kkk) Passaram-se uns minutos e finalmente colocaram meu filhote do meu lado. Ele estava todo embrulhado e aos poucos foi tirando o pano que estava cobrindo seu rosto. Ai olhei novamente pra ele e comecei a chorar. Estava louca pra pegá-lo nos braços, cheirar ele e fazer tudo o que uma mãe tem direito. Terminaram de me limpar, me vestiram e me colocaram em uma cadeira de rodas e me levaram pra sala de repouso. Lá finalmente eu pude segurar meu tesourinho nos braços e amamenta-lo. Foi o momento mais mágico da minha vida. Eu o cheirava e dizia o quanto eu o amava. Nisso ficamos ali naquele momento mágico até o seu papai chegar.


Esse é meu pequeno tesourinho. Logo depois que nasceu. <3 



E aqui está minha Família. <3 Queria colocar mais fotos do Lucas, só que o post ta grande demais. Juro que vou atualizando sempre aqui. Claro, se vocês desejarem né.

E ai, gostaram ? 

Beijos&Cheiros.

6 comentários:

  1. que lindoooo parabéns pelo seu tesourinho , tenho 3 filhos !

    http://falandodetdmpouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que lindo , parabéns . Felicidades :)

    ResponderExcluir
  3. Esse jean é muito amooor <3 ( minha mamãe achou ele lindo, haha. ~ mostrei a ela ~ )
    Depoimento simplesmente lindo :')
    Bjs Féer. <3

    ResponderExcluir
  4. Eu li tudo! Adorei... Parabéns, ele é um lindo! <3

    ResponderExcluir
  5. Emocionante o seu relato! Felicidades. Merecedora.

    ResponderExcluir
  6. Muito lindo o seu depoimento!Parabéns pelo tesouro *-*

    ResponderExcluir

Seja bem-vindo . Exponha sua opinião e volte sempre. :)